Seu Navegador não tem suporte a esse JavaScript!
 
Data: 03/05/2019 Hora: 00:00:00
VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA DA UBS DE PRACINHA CONFIRMA NOVOS CASOS DE DENGUE
Webline Sistemas

A Unidade Básica de Saúde de Pracinha, por meio da Enfermeira Gabriele da Vigilância Epidemiológica, informou na manhã desta quinta-feira, 02 de maio, que foram feitas 33 notificações de suspeita de dengue, sendo que 12 foram descartados, confirmados 11 casos de dengue autóctones, ou seja, casos adquiridos no próprio município e 10 pessoas ainda aguardam a confirmação do diagnostico. Informa também que foi feito nebulização nos dias 01 e 02 de maio, que esta sendo realizado um trabalho preventivo pelas agentes comunitárias de saúde e agente de endemias, nas residências com serviços de orientação, vistoria dos quintais, bloqueio em caso de suspeita e após confirmação da doença.

A dengue uma doença viral, transmitida pelo Aedes aegypti que é um mosquito doméstico, que vive dentro de casa e perto do homem. Ele tem hábitos diurnos e alimenta-se de sangue humano, sobretudo ao amanhecer e ao entardecer. A reprodução acontece em água limpa e parada, a partir da postura de ovos pelas fêmeas. Os ovos são colocados em água limpa e parada e distribuídos por diversos criadouros – estratégia que garante a dispersão da espécie. Se a fêmea estiver infectada pelo vírus da dengue quando realizar a postura de ovos, há a possibilidade de as larvas já nascerem com o vírus – a chamada transmissão vertical.A fêmea precisa de sangue para a produção de ovos. Tanto o macho quanto a fêmea se alimentam de substâncias que contêm açúcar (néctar, seiva, entre outros), mas como o macho não produz ovos, não necessita de sangue.O mosquito fêmea suga sangue para produzir ovos. Se o mosquito da dengue estiver infectado, poderá transmitir o vírus da dengue neste processo.

A principal forma de transmissão é pela picada dos mosquitos Aedes aegypti. Existem quatro tipos diferentes de vírus do dengue: DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4.

 A infecção por dengue pode ser assintomática, leve ou causar doença grave, levando à morte. Normalmente, a primeira manifestação da dengue é a febre alta (39° a 40°C), de início abrupto, que geralmente dura de 2 a 7 dias, acompanhada de dor de cabeça, dores no corpo e articulações, prostração, fraqueza, dor atrás dos olhos, erupção e coceira na pele.Perda de peso, náuseas e vômitos são comuns. Na fase febril inicial da doença pode ser difícil diferenciá-la. A forma grave da doença inclui dor abdominal intensa e contínua, vômitos persistentes, sangramento de mucosas, entre outros sintomas.

Ao apresentar os sintomas, é importante procurar um serviço de saúde.

Não existe tratamento específico para dengue. O tratamento é feito para aliviar os sintomas Quando aparecer os sintomas, é importante procurar um serviço de saúde mais próximo, fazer repouso e ingerir bastante líquido. Importante não tomar medicamentos por conta própria.

A única forma de prevenção é acabar com o mosquito, mantendo o domicílio sempre limpo, eliminando os possíveis criadouros. Repelentes e inseticidas também podem ser usados, seguindo as instruções do rótulo.

 

Reportar erro

Data: 03-05-2019 00:00:00